Blog

A DÁDIVA DE SER MÃE! ( Tipos de Mãe na Bíblia )


“Todavia, será preservada através de sua missão de mãe, se elas permanecerem em fé e amor e santificação, com bom senso.” I Timóteo 2:15

Mãe é a expressão do Amor de Deus. Ser mãe é uma dádiva de Deus. Ser mãe é receber de Deus um sublime dom. (Gera posteridade)

Ser mãe é receber um singelo dom. (Pois não existe outra forma de gerar o homem a não ser do ventre de uma mãe)

Ser mãe é receber um perpétuo dom. (Ela concebe um ser que nasce para ser eterno, nunca morrerá)

Dizem que cada criança que nasce é um telegrama de Deus anunciando que ainda ama o homem.

Por 289 vezes a palavra “mãe” ou “mães” aparece na Bíblia. Lendo-as, notamos que o princípio segundo o qual as mães devem ser honradas (Êxodo 20.12), junto com os pais, é repetido várias vezes, no Antigo e no Novo Testamento.
Elas devem ser honradas por serem mães, mesmo que seus conselhos ou práticas não devem ser seguidos. Temos na Bíblia histórias de mães magníficas e outras nem tanto. Devemos, logo, afirmar que, embora haja uma imensa influência delas sobre os seus filhos, elas não são responsáveis pelas escolhas que eles fazem.

A MISSÃO DE SER MÃE
“Talvez um dos papéis mais preponderantes da mulher destacado na bíblia, seja o de mãe, embora todos os papéis sejam igualmente reconhecidos. Esse papel de mãe era tão importante nos tempos bíblicos que a esterilidade feminina chegava a ser considerada uma maldição divina, porquanto furtava a mulher de uma de suas funções mais importante na vida. Há casos destacados com especialidade como o de Sara( Gn 17:15), Raquel (Gn30), e Ana (I Sm 1:2). R. C.

Muitas noites acordadas, cansaços físicos, renúncias, ingratidões, uma tarefa difícil, árdua.

Porém é extremamente gratificante para a mãe ver o filho que ela amamentou crescido, criado, formado, bem encaminhado na vida.

É honroso para a mãe ver em seus filhos suas próprias virtudes. É alentador para a mãe ser reconhecida por seus filhos como aquela que esteve ao seu lado nos momentos mais difíceis, educando, corrigindo, formando, protegendo, consolando, animando.

Todo e qualquer investimento, afim de que seja próspero tem que ter uma boa mão de que o cuida. Assim é a mãe, para que seu filho seja prospero durante sua vida.

As Ás várias funções da Mãe:

G Gerar (conceber). Alimentar. Consolar. Dar amor. Proteção. Educar. (ensinar, edificar, exortar, corrigir, repreender). “ Ensina a criança no caminho que deve andar e ainda quando for velho não se desviará dele” Pv 22:6 “ Tu, porém, permanece naquilo que aprendeste, e de que foste inteirado, sabendo de quem o aprendeste. E que desde a infância sabes as sagrada letras que podem tornar-te sábio para a salvação pela fé em Jesus Cristo.” II Tm 3:14,15

AS VÁRIAS MÃES DA BÍBLIA

1. Estamos hoje homenageando as mães, um tributo necessário àquelas que podem ser consideradas mães de verdade! Sabemos que muitas mulheres não são dignas de serem chamadas de mães, pois abortam seus filhos, os assassinam filhos, jogam-nos na lata de lixo. Há também mães que impõem sobre seus filhos torturas, castigos extremos, sofrimento, abandono, etc., sem falar naquelas que desonram seus filhos pelo comportamento pecaminoso que exercem, quando descambam para a prostituição, drogas.

2. Porém a grande maioria das mulheres, honram de fato a posição de mães que ocupam. Fazem de tudo para que seus filhos possam vir a ser vidas honradas na sociedade em que vivem. Muitas delas dão até mesmo a própria vida pelos seus filhos, fazendo de tudo para que possam crescer e ocupar espaços de destaque no mundo em que vivemos. Há exemplos de mães que, até mesmo, passaram privações, fome, para que seus filhos se formassem numa faculdade.
Na Escritura encontramos vários exemplos de mães, os quais queremos trazer nesta noite. Vejamos:

ALGUNS EXEMPLOS NEGATIVOS E POSITIVOS DE MÃES DENTRO DA PALAVRA DE DEUS:

A – EXEMPLOS NEGATIVOS:

I – AGAR – A MÃE DISPLICENTE
Gn 21.13-18, “13 Mas também do filho da serva farei uma grande nação, por ser ele teu descendente. 14 Levantou-se, pois, Abraão de madrugada, tomou pão e um odre de água, pô-los às costas de Agar, deu-lhe o menino e a despediu. Ela saiu, andando errante pelo deserto de Berseba. 15 Tendo-se acabado a água do odre, colocou ela o menino debaixo de um dos arbustos 16 e, afastando-se, foi sentar-se defronte, à distância de um tiro de arco; porque dizia: Assim, não verei morrer o menino; e, sentando-se em frente dele, levantou a voz e chorou. 17 Deus, porém, ouviu a voz do menino; e o Anjo de Deus chamou do céu a Agar e lhe disse: Que tens, Agar? Não temas, porque Deus ouviu a voz do menino, daí onde está. 18 Ergue-te, levanta o rapaz, segura-o pela mão, porque eu farei dele um grande povo”.

1.. Agar vem do hebraico “rgh” – Hagar – significado “vôo”.

2. Notem que Agar, mesmo sabendo da parte de Deus, que Ismael seria pai de muitas nações, abandonou o seu filho achando que o menino ia morrer. Foi incrédula e displicente! Parece que Agar era de fato era “avoada”, conforme nos indica seu nome.

II – REBECA – A MÃE PARCIAL
Gn 25.28, “Isaque amava a Esaú, porque se saboreava de sua caça; Rebeca, porém, amava a Jacó”.

1. Nome “Rebeca” – Hebraico “hqbr” – Ribqah – significado “amarrar firme”, “corda com laçada para amarrar animais pequenos”.

2. Todos nós sabemos da trama familiar montada por Rebeca, motivando e incentivando Jacó a enganar seu irmão Esaú, e que em virtude desta trama recebeu a bênção da primogenitura de seu pai Isaque, em lugar de seu irmão.
Tal posição de Rebeca motivou uma intriga familiar muito séria – ódio e ameaça de assassinato. De seu nome podemos deduzir que ela apenas “se amarrou” apenas Jacó, quando de fato era mãe também de Esaú.

B – EXEMPLOS POSITIVOS:

I – EVA – A MÃE A DE TODA HUMANIDADE
Gn 3.20, “E deu o homem o nome de Eva a sua mulher, por ser a mãe de todos os seres humanos”.

-. A palavra “Eva” – “hwx” – Chavvah – significa “vida”, “vivendo”.

-. A primeira mulher recebeu este nome por ser a mãe de todos os seres humanos. Como seu próprio nome indica, Eva deu origem ao processo de “vida” dos seres humanos a partir dela, recebendo o privilégio de ser chamada a “mãe de toda a humanidade”.

II- SARA – A MÃE SÍMBOLO DE FÉ
Hb 11.11-12, “11 Pela fé, também, a própria Sara recebeu poder para ser mãe, não obstante o avançado de sua idade, pois teve por fiel aquele que lhe havia feito a promessa. 12 Por isso, também de um, aliás já amortecido, saiu uma posteridade tão numerosa como as estrelas do céu e inumerável como a areia que está na praia do mar”.

-. Nome “Sara” – Hebraico “hr s” – Sarah – significado “nobre”, “magnífica”, “princesa”.

-. Sara é um exemplo de fé para todas as mães, uma vez que mesmo sendo impossível gerar um filho pela sua idade avançada, creu nas promessas divinas e Deus a tornou fértil. Assim ela gerou Isaque, que seria o continuador da descendência de Abraão. Vemos nela de fato uma “princesa da fé”, podendo ser exemplo para todas as mães. Sua fé é inigualável e deve ser copiada por todas as mães.

III – JOQUEBEDE – A MÃE “AMA DE CRIAÇÃO” DE SEU PRÓPRIO FILHO
Êx 2.1-9, “1 Foi-se um homem da casa de Levi e casou com uma descendente de Levi. 2 E a mulher concebeu e deu à luz um filho; e, vendo que era formoso, escondeu-o por três meses. 3 Não podendo, porém, escondê-lo por mais tempo, tomou um cesto de junco, calafetou-o com betume e piche e, pondo nele o menino, largou-o no carriçal à beira do rio. 4 A irmã do menino ficou de longe, para observar o que lhe haveria de suceder. 5 Desceu a filha de Faraó para se banhar no rio, e as suas donzelas passeavam pela beira do rio; vendo ela o cesto no carriçal, enviou a sua criada e o tomou. 6 Abrindo-o, viu a criança; e eis que o menino chorava. Teve compaixão dele e disse: Este é menino dos hebreus. 7 Então, disse sua irmã à filha de Faraó: Queres que eu vá chamar uma das hebréias que sirva de ama e te crie a criança? 8 Respondeu-lhe a filha de Faraó: Vai. Saiu, pois, a moça e chamou a mãe do menino. 9 Então, lhe disse a filha de Faraó: Leva este menino e cria-mo; pagar-te-ei o teu salário. A mulher tomou o menino e o criou”.

-. Nome “Joquebede”, Hebraico “dbkwy” – Yowkebed – significado “Javé é a glória”.

-. Sabemos que Joquebede foi a ama de seu próprio filho, Moisés. Quando a criança, para escapar da morte, foi colocada sobre o leito do rio e apanhada pela filha de Faraó, Joquebede foi chamada para ser-lhe “ama de criação”.
Isto aconteceu porque Joquebede colocou Miriã, sua filha mais velha, para vigiar a criança que deslizava no leito do rio. Foi Miriã que ofereceu à filha de Faraó, os serviços de sua mãe como “babá”, o que foi aceito pela princesa. De fato seu nome indica que Joquebede foi uma promotora da “glória” de Javé.

IV – ANA – A MÃE SUPLICANTE
1 Sm 1.10-18, “10 levantou-se Ana, e, com amargura de alma, orou ao SENHOR, e chorou abundantemente. 11 E fez um voto, dizendo: SENHOR dos Exércitos, se benignamente atentares para a aflição da tua serva, e de mim te lembrares, e da tua serva te não esqueceres, e lhe deres um filho varão, ao SENHOR o darei por todos os dias da sua vida, e sobre a sua cabeça não passará navalha. 12 Demorando-se ela no orar perante o SENHOR, passou Eli a observar-lhe o movimento dos lábios, 13 porquanto Ana só no coração falava; seus lábios se moviam, porém não se lhe ouvia voz nenhuma; por isso, Eli a teve por embriagada 14 e lhe disse: Até quando estarás tu embriagada? Aparta de ti esse vinho! 15 Porém Ana respondeu: Não, senhor meu! Eu sou mulher atribulada de espírito; não bebi nem vinho nem bebida forte; porém venho derramando a minha alma perante o SENHOR. 16 Não tenhas, pois, a tua serva por filha de Belial; porque pelo excesso da minha ansiedade e da minha aflição é que tenho falado até agora. 17 Então, lhe respondeu Eli: Vai-te em paz, e o Deus de Israel te conceda a petição que lhe fizeste.18 E disse ela: Ache a tua serva mercê diante de ti. Assim, a mulher se foi seu caminho e comeu, e o seu semblante já não era triste”.

-. Nome “Ana”, Hebraico “hnx” – Channah, significado “graça”.

-. Ana foi a mãe de um dos maiores sacerdotes-profetas do Velho Testamento.
Porém, sabemos as dificuldades que ela enfrentou devido à sua esterilidade, que a motivou “chorar” na presença de Deus, junto ao templo. Vimos que até mesmo o sacerdote Eli a teve por embriagada. Em seu pedido suplicante, ela ofereceu seu filho para o serviço de Deus, cumprindo seu voto mais adiante.

Note que em sua súplica, Ana achou “graça” diante do Senhor.

V- Rispa, a mãe modelo, mãe amorosa, não abandonou seus filhos nem quando morreram; passando aproximadamente seis meses enxotando as aves de rapina para que não comessem os corpos de seus dois filhos expostos na terra. Foi honrada por rei Davi, enterrando seus filhos nas sepulturas dos reis de Israel. (2 Sm. 21:8-14).

Quantas mães já abandonaram seus filhos, mesmo vivos? Uma tristeza.

-Rispa, foi uma mãe virtuosa que entendeu e aceitou a missão de ser mãe. Uma mãe verdadeiramente convertida aos seus filhos. ( Malaquias 4:6) Mesmo em face ao sofrimento, e morte, não abandonou seus filhos nem de dia e noite ficava perto de seus corpos não deixando as aves devorar seus corpos.

Quantas mães já desistiram de seus filhos deixando que as aves das drogas, dos traficantes, prostituições, más compainhas, os pecados diversos, filmes e revistas pornográficas, namoros fornicares, namorados dormirem na casa.

Enxote essas aves de seus filhos, mande embora, mas não perca seus filhos.

VI – MARIA – A MÃE AGRACIADA E SOFREDORA
Lc 1.30-33, “30 Mas o anjo lhe disse: Maria, não temas; porque achaste graça diante de Deus. 31 Eis que conceberás e darás à luz um filho, a quem chamarás pelo nome de Jesus. 32 Este será grande e será chamado Filho do Altíssimo; Deus, o Senhor, lhe dará o trono de Davi, seu pai; 33 ele reinará para sempre sobre a casa de Jacó, e o seu reinado não terá fim”.

Lc 2.34-35, “34 Simeão os abençoou e disse a Maria, mãe do menino: Eis que este menino está destinado tanto para ruína como para levantamento de muitos em Israel e para ser alvo de contradição 35 (também uma espada traspassará a tua própria alma), para que se manifestem os pensamentos de muitos corações”.

1. Nome “Maria” – Grego – “Maria” – Maria; Hebraico – “Myrm” – Miryam – significado “rebelião”.

2. Maria hospedou em seu ventre o Filho de Deus, o Deus Encarnado, para depois vê-lo ser sacrificado em prol dos pecados humanos, 1 Co 15.3, “Antes de tudo, vos entreguei o que também recebi: que Cristo morreu pelos nossos pecados, segundo as Escrituras”. Certamente Maria, agonizou junto à cruz de seu filho. Talvez, esta mulher de Deus, seja a única das mães citadas, cujo nome não faz juz ao seu significado, uma vez que jamais foi “rebelde”. A vida de Maria se resume no seguinte ato de obediência: “Cumpra-se em mim segundo a sua palavra”, Lc 1.38.



AS BÊNCÃOS DA MÃE VIRTUOSA
Será sempre lembrada em suas virtudes . Não será esquecida nem quando morrer. Será sempre amada. Seu caráter estará evidente em seus filhos e na sua posteridade. Deus a honrará como honrou a Rispa.

O amor de Deus representado simbolicamente pelo amor de mãe: “ Mas Sião diz: O Senhor me desamparou, o Senhor se esqueceu de mim. Acaso pode uma mulher esquecer-se do filho que ainda mama, de sorte que se compadece do filho do seu ventre? Mas ainda que essa viesse esquecer-se dele, eu, todavia , não me esqueceria de ti” Is 49:14,15

“ Quando Israel era menino, eu o amei; e do Egito chamei o meu filho… Todavia eu ensinei a andar a Efraim; tomei-os nos meus braços, mas não atinaram que eu os curava. Atrai-os com cordas humanas, com laços de amor, e fui para com eles como quem alivia o jugo de sobre as suas queixadas, e me inclinei para dar-lhes de comer.” Os 11:1,3,4

Deus abençoe cada dia as mães. Para que compreendendo a sua missão na terra, nunca desfaleça, nunca desista, nunca desanime, pois estará plantando uma semente, regando com amor, paciência e oração.



Curta nossa página : www.facebook.com/universidadedabiblia

Em nome de Deus o Vaticano conseguiu amealhar a maior fortuna do Globo e hoje é dono do hemisfério Ocidental...


Ultimamente só se ouve falar em globalização e, no entanto, ninguém atenta para o fato de que há um poder religioso, político, econômico e financeiro mundial por trás desse fenômeno, o qual mudará completamente a vida dos habitantes deste planeta, com o ressurgimento do Império Romano.

O que não se pode ignorar é a existência de uma conspiração mundial encabeçada por uma super corporação global possuidora de mais de um terço de toda a fortuna do Ocidente, sócia majoritária de quase todos os bancos internacionais, se não de todos. Sócia majoritária, por exemplo, com 51%, desde o início, do maior banco do mundo, o Bank of America. Operando como forte acionista em todos os maiores bancos mundiais, como o dos Rothschilds, Hambros (Inglaterra), Credit Suisse (Suíça), Chase Manhattan, City Bank, Morgan, Bankers Trust (E. Unidos). De gigantes industriais do petróleo (Gulf, Shell), de Aço, Motores, Eletricidade (General Motors, General Electric, Bethlem SteeL) da aviação (Boeing, Lockheed, Douglas, Curtis Wright), e de outros grupos gigantes internacionais. Os Estados Unidos não são, como muitos pensam, exatamente o país mais rico do mundo, pois quem mais possui valores econômicos, financeiros e religiosos dentro desse país, é o Vaticano, do qual os Estados Unidos já são praticamente uma colônia. Os verdadeiros responsáveis pelas desigualdades sociais do planeta não são exatamente os Estados Unidos da América, nem os países ricos da Europa, mas a maior potência econômica, financeira e política, a qual opera desabridamente dentro desses países, dominando a sua economia.

Vamos focalizar como essa potência tem operado dentro do país mais importante da terra, segundo o escritor britânico, Avro Manhattan, no capítulo 24 do seu livro “The Vatican Billions”, editado na Califórnia, em 1985.

A Igreja Católica dos Estados Unidos é “uma nação dentro de uma nação”. Isso não é mera figura de linguagem. É um fato sólido e irrefutável na vida americana.

Quando os católicos dos Estados Unidos falam de liberdade americana, democracia americana, e coisas semelhantes, eles sempre querem dizer democracia católica americana, visto como o seu objetivo final é uma constituição católica nos Estados Unidos como estágio final e uma América totalmente católica.

Esse desejo deles não é mera abstração. O processo já está em operação e cresce assustadoramente. O Vaticano está construindo o seu império dentro dos Estados Unidos com tal sucesso que já não precisa temer competição alguma à expansão de sua inevitável apropriação.

A Igreja exerce controle em todos os setores da sociedade americana, horizontal e verticalmente. O resultado é que praticamente todas as estruturas dos Estados Unidos estão interligadas direta ou indiretamente com as estruturas católicas. As conseqüências dessa interligação são como as de um velho carvalho abraçado por um parasita vigorosamente saudável.

As difundidas ramificações da Igreja Católica são as inúmeras instituições que penetram dentro do contexto americano. Essas vão desde a Mãe Católica do Ano, Legião Católica Romana da Decência, Clube de Livro e Discos Católicos Romanos, Associação dos Empregados Postais Católicos Romanos, Associações de Rádio e TV Católicas Romanas, Associação de Imprensa católica Romana, Companhias de Seguro Católicas Romanas, Veteranos de Guerra Católicos Romanos – e uma infinita variedade de agências semelhantes. Todas essas organizações católicas romanas são apoiadas por possessões financeiras as quais, quando tomadas num todo, devem somar milhões de dólares.

As mais impressionantes de todas essas unidades católicas se encontram nos campos educacional e médico. Aqui a Igreja Católica se tornou verdadeiramente, não uma nação dentro de uma nação, mas um império financeiro dentro da nação americana. Sua máquina educacional opera desde os jardins da infância até às universidades, passando por todos os estados intermediários. Sua máquina médica opera desde as clínicas mais humildes até os hospitais mais atualizados. As posses financeiras dessas estruturas educacionais e médicas atingem as cifras de bilhões e esses bilhões não são apenas o resultado da energia católica. Uma parte substancial dos mesmos tem sido direta ou indiretamente “entregues” à Igreja Católica pela média dos pagadores de impostos protestantes.

Isso é feito através de um desvio aberto e ilícito da Constituição dos Estados Unidos por meio da pressão oculta exercida dentro do governo federal e local com manipulações político-financeiras legais, semi-legais e ilegais feitas por manipuladores católicos desonestos, operando incansavelmente nos campos legislativo, financeiro e imobiliário, em favor da Igreja Católica.

Assim, por exemplo, em 1965 um programa patrocinado pelo governo, no Mississipi, no valor de 7 milhões de dólares foi entregue a uma agência organizada por uma diocese católica romana. Esses 7 milhões foram financiados pelo governo. Na administração Johnson (1963-1969) centenas de programas federais proveram vastas quantias do governo americano a agências, na maioria católicas, ligadas à Igreja. Milhões de dólares passaram pelos cofres eclesiásticos.

Em 1954, o Hillburton Act deu permissão para prover de um a dois terços do custo da construção de hospitais em geral. Em 1964 este Ato foi ampliado para conceder dinheiro aos centros de tratamento e reabilitação de doenças crônicas e semelhantes. De 1947 a 1964, nada menos de 7.372 projetos desse tipo foram aprovados. As Igrejas dos estados Unidos coletaram uma fortuna com essas contas graças a esta já mencionada. Por exemplo, a Igreja Católica obteve 305 milhões de dólares, a parte do leão, contra 168 milhões de dólares concedidos às denominações protestante e judaica juntas.

Para citar apenas algumas cifras gritantes, em 1947 e 1948 a Igreja Católica recebeu uma média de 14 milhões anuais provenientes dos pagadores de impostos, graças a essas contas. Isso quer dizer que ela coletou US1,2 milhão mensalmente, ou seja, US$40 mil diários. Isso, dos cidadãos americanos, cuja maioria é constituída de protestantes. De 1961 a 1966, as quantias anuais haviam mais que dobrado para US$30,5 milhões anuais ou US$83.500 diários. A Associação de Hospitais Católicos registrou que esses hospitais, entre 1968/1970, possuíam um valor corrente de US$1,5 bilhão. Os pagadores de impostos haviam contribuído com nada menos de US$305 milhões desse total (1).

As propriedades da Igreja Católica através do seu programa de educação não ficam abaixo. A Igreja controla mais de 2.500 escolas secundárias, 300 colégios e universidades, seminários e semelhantes. Muitos de seus edifícios são valiosas possessões imobiliárias. Para comprar, financiar e dirigir estes a Igreja tem recebido do governo contínuos e crescentes volumes de dinheiro que supõe-se ficarem à parte da religião organizada.

O Senador Wayne Morse, de Oregon, para citar apenas um caso típico, introduziu no Senado uma emenda especial solicitando US$75 milhões anuais para a construção de escolas particulares e paroquiais, a maioria destas católicas.

A verdade é que milhões de dólares dos protestantes americanos, e até mesmo agnósticos, contribuam anualmente para aquisições e manutenção de propriedades católicas, sob uma variedade de programas federais. Subsídios chamados de “concessões de pesquisa” são obtidos através de duvidosos desvios legais e semi legais pela Igreja Católica através de todo o país. Uma instituição católica de educação mais graduada, o Marymount College, em Boca Ratton, Flórida, é típica. Embora em 1968 ela tivesse um corpo estudantil de apenas 350 alunos e tivesse sido fundada em 1963, conseguiu do governo US$2 milhões em concessão para construir dormitórios, uma doação de US$55 mil dólares para combate à pobreza dos estudantes filhos de imigrantes, e uma concessão educacional semelhante de US$10 mil (2).

As escolas paroquiais estão crescendo mais depressa do que as escolas públicas, o que significa novamente que a Igreja Católica está conseguindo concessões cada vez maiores e subsídios desse país predominantemente protestante. Isso foi descoberto pelo fato de que, em 1968, por exemplo, uma taxa de 10% de sobrecarga foi imposta ao cidadão, embora as Igrejas já estivessem recebendo 16 milhões de dólares diários, só de impostos federais. A Igreja Católica nos Estados Unidos contudo, exigia mais. As exigências dos seus bispos custariam aos pagadores de impostos americanos uma doação compulsória de US$280 federais diários, ou seja US$70 per capta de cada pessoa na América (3).

Para se ter uma idéia da riqueza da Igreja Católica, somente nos campos educacional e médico, um jornal de classe média comercial mostrou que o valor anual das construções de escolas, colégios, hospitais e igrejas católicas (nessa ordem) chega ao montante de US$1,75 bilhão anualmente (1983).

As concessões financeiras e empresas geradoras de lucros do Vaticano são tão variadas como as dos mais enérgicos e avançados gigantes comerciais do globo. Como já vimos, suas ramificações financeiras da Societa General Immobiliare, na Itália, cujo capital bruto é de US$170 milhões (1967) e controlam mais de 50 companhias italianas, e até as suas filiais em Washington, Paris e Nova Iorque. Isso também acontece no Canadá, onde há uma companhia Edilltecno e uma filial latino-americana Edilltecno em México City .

O Vaticano controla vastas empresas de construções e especulação, desde aquelas do “foggy bottom” do capital americano, atingindo US$70 milhões, até à Montreal Redbrook Estate, edifícios no Passeo de Las Palmas, e imóveis em México City e na Europa, inclusive na chique avenida Champs Elysées em Paris. Na própria Roma, o Vaticano possui há muito tempo mais de 100 milhões de pés quadrados em propriedades “dentro dos limites da cidade”. Nino Lo Bello, jornalista do New York Herald Tribune, especializado em assuntos econômicos, um católico liberal, teve de admitir, após anos de pesquisa, dentro do poder econômico do Vaticano, que “as empresas de fazer dinheiro do Vaticano são tão difundidas que é quase impossível obter um quadro claro de todas elas” (4). Ele tinha razão, particularmente em vista do fato de que descobriu, para o seu espanto, que a Montecatine Edison “uma das maiores corporações italianas e talvez mundiais que negocia com produtos de minas e metalurgia, fertilizantes, resinas sintéticas, tecidos, fibras e produtos farmacêuticos, bem como energia elétrica... era... ligada ao Vaticano com cadeias de aço”.

O quadro não é diferente – de fato se torna cada vez mais significativamente nebuloso – quando entramos puramente no campo financeiro. Aqui os investimentos do Vaticano são cada vez mais ramificados. A maior parte de seus milhões está depositada em bancos não italianos. “Alguns estão na América e muitos na Suíça, onde o Vaticano mantém os seus fundos em contas numeradas. Ninguém sabe a quanto monta o seu dinheiro guardado nos cofres da Suíça... O Vaticano usa também suas contas suíças para manter o seu anonimato, quando consegue o controle de corporações financeiras” (5). Essa prática tem dado ao Vaticano vastos lucros não revelados, nestas últimas décadas.

O resultado desta última prática, perfeitamente legal é que o Vaticano, ao contrário das grandes corporações da Europa e da América, as quais se restringem aos seus governos, é totalmente livre para especular e transferir vastos fundos, aqui, ali e acolá, sempre que surge uma oportunidade proveitosa. E essas oportunidades nunca faltam. Consequentemente, as corporações mais potencialmente financeiras já foram “penetradas” ou são dirigidas através de potencial controle remoto pelos investimentos e política do Vaticano.

Isso quer dizer que o valor da propriedade da Igreja Católica está aumentando anualmente. Sua riqueza se espalha e atinge a maior parte dos canais da vida econômica das nações. Como tal ela está totalmente desvinculada da religião. Contudo é isenta de impostos sob o aspecto religioso. Os grupos de ação católica entram também nesta categoria. Estes são afiliados à Igreja e são ricos em seus próprios direitos. Típicos desses grupos são a Opus Dei e os Colombos, para mencionar apenas dois.

Existem mais de 250 associações filiadas à Igreja Católica, todas elas enriquecidas com fundos financeiros. A maioria dessas organizações quase religiosas operam comercialmente. Além disso, a Igreja Católica, do mesmo modo como as protestantes, mantém negócios de seguros através de companhias relacionadas à Igreja. Uma destas companhias é a Catholic Association of Forresters “designada pela lei para servir somente os católicos”. Recentemente, ela declarou ter pago mais de 2 milhões em benefícios. Outra, a Cavaleiros de Colombo, têm muito mais de 1,5 bilhão de seguros “só para católicos”.

Outro aspecto comercial e cultural está no campo publicitário. Em 1972 havia 98 casas publicadoras de livros e mais de 517 periódicos católicos com circulação excedendo os 30 milhões. Junto com estes a Igreja lucra sobre os “negócios não relacionados”, tal como a propriedade dos cemitérios denominacionais. Então existem as chamadas agências intermediárias. Finalmente duas das maiores lixeiras de Chicago, por exemplo, pertencem à Arquidiocese de Chicago. A Arquidiocese de Nova Iorque, por outro lado, vendeu metade de seus royalties da Listerine por US$25 milhões. Outro intermediário foi a Universidade Hill Foundation da Loyola, de Los Angeles. Ela estava operando 24 negócios diferentes, tais como uma fundição, um hotel, uma imprensa, leiterias, queimadores a óleo e similares (6).

A De Rance Inc., de Millwalkee, era uma fundição intermediária das ordens da Igreja católica. Entre outras possessões a De Rance possuía 47% de interesse na Cervejaria Miller. No ano anterior a Miller atingiu 145 milhões de dólares em vendas. É o oitavo maior produtor de cerveja nos Estados Unidos (7).

Que a Igreja Católica estaria envolvida na venda de álcool por atacado não é de admirar. Várias de suas ordens religiosas fazem exatamente isso. Os Irmãos Cristãos, por exemplo, anunciam o brandy mais vendido nos Estados Unidos. A Ordem Cartusiana de frades produz e vende o Chartreuse, que é um tipo de “super licor”. Frades e freiras americanos estão fortemente engajados em auferir lucros. Os Frades Trapistas da Abadia de São José, Massachussets, por exemplo, manufaturam 27 sabores diferentes de geleia, em sua fazenda de 2.300 acres. Os monges da Abadia de N. S. do Getsêmani, Dard Stone, Kentucky, dirigem um próspero negócio de queijos, tortas, presunto, bacon e carnes enlatadas. A Abadia de São Benedito, Aspen, Colorado, possui 500 cabeças de gado, conduzidas por monges cowboys em seu rancho de 3.800 acres. Os Frades Cistercianos têm um negócio de leite e carnes, perto de Dubuque, Iowa. Eles possuem 2.300 acres e grandes rebanhos de gado leiteiro e de corte. Essas Ordens operam também um moinho, uma pedreira e outros negócios. As Filhas de São Paulo têm um lucrativo negócio de impressão. Os Padres Maristas têm uma empresa de discos no Havaí. Essas ordens religiosas têm possuído ou ainda possuem direta ou vicariamente lojas de departamentos em Saint Louis, Missouri, Camden, New Jersey, Filadélfia e Pensilvania. Em Hartford, Connecticut, eles compraram os hotéis Bond Vendome; em Columbus, Ohio, o Edifício Montgomery Ward; Em New Port, Road Island, o Teatro Strand; em New Haven, Connecticut, o edifício do quartel general da Ferrovia New Haven e o Hotel Sheraton; em Detroit, Michigan, o armazém da Companhia de Aço Crucible; em Chicago, Illinois, os Edifícios Brunswick, Balke-Collander; em Bridge Port, Connecticut; um moinho de tubos de aço da Brigde Port Brass Co. por US$1,9 milhão. (8).

A riqueza de uma dessas Ordens, dos Marianistas, serve para esclarecer. Em certa ocasião, tendo decidido veicular uma emissão de títulos, seus padres enviaram um prospecto indicando que a sociedade possuía haveres de mais de US$515 milhões, dos quais gozavam isenção de impostos no valor de US$669 mil, anualmente.

Existem centenas de ordens religiosas similares, dirigindo prósperos negócios, e sem pagar um único centavo de impostos, sob a alegação de serem instituições religiosas. Algumas delas, embora apenas parcialmente religiosas, ou mesmo mais leigas do que religiosas, são gigantes financeiros em seu próprio direito. Uma destas é a dos Cavaleiros de Colombo. Os Cavaleiros possuem haveres que excedem os US$200 milhões. Seu portifólio inclui US$55,5 milhões em seguridade; vários milhões em bônus do governo canadense; US$4,8 milhões em emissões ferroviárias; US$18 milhões em estoques utilitários e títulos; US$12 milhões em seguridade industrial e bônus do governo dos Estados Unidos. Ela possui propriedades, tais como o Estádio Ianque em Nova Iorque, o edifício do quartel general da ex-Ferrovia New Haven, os armazéns da Companhia de Aços Crucible, o Edifício das Companhia Brunswick Balke-Collander, em Chicago; o sítio de US$5 milhões de dólares do Sheraton Hotel, em New Haven; lojas de departamento em St. Louis (valor da propriedade US$4,5 milhões); um novo moinho de tubos de aço da Bridge Port Brass Co. e outros (9). Eles dirigem uma vasta empresa de seguros. Em 1966 registraram possessões no valor de U$281.228.300. Agora estas excedem a US$300 milhões (1983).

A ordem mais importante, contudo, como uma verdadeira ordem religiosa, é a dos Jesuítas. A Sociedade é importante nos campos educacional e financeiro. Ela opera 28 universidades católicas. Algumas destas, como a Fordham, na cidade de Nova Iorque, e a Universidade da Louisiannia, recebem enormes subsídios do governo, sem levar em conta que a Ordem está engajada direta ou vicariamente em negócios muito vantajosos. Suas transações financeiras e ramificações cruzam-se com as fábricas americanas. Em São Francisco, há algumas décadas atrás, a Ordem financiou um siciliano, Di Giorgio, na expansão de sua empresa de frutas. Hoje a Ordem tem o controle de toda essa estrutura, a Di Giorgio Fruit Co., que opera na Califórnia, na Flórida, na América Central, e possui sua própria frota naval (10).

Muito mais impressionante é que há 50 anos atrás os Jesuítas bancaram A. P. Gianninni, um promotor italiano, com a metade do capital inicial do Bank of América do qual os Jesuítas possuem hoje 51% das ações.

Conforme fonte confiável “os Jesuítas são um dos maiores corretores da companhia de aço americana, Republic and National. Eles se encontram também entre os mais importantes proprietários das quatro maiores companhias fabricantes de aviões dos Estados Unidos – Boeing, Lockheed, Douglas e Curtis Wright. Além disso, eles têm o controle da Phillips Oil Company e da Creole Petrolium Co. que têm muitíssimas concessões na Venezuela” (11).

Os Jesuítas também possuem grandes interesses na TV e no Rádio. A Ordem é talvez a mais rica de todas as organizações religiosas, com uma renda extra oficial, nos Estados Unidos oscilando entre US$250 a US$280 milhões de dólares por ano (1983). E sem pagar um centavo de imposto.

Deve-se lembrar que existem centenas dessas ordens. Ao contrário da crença geral elas são tão numerosas quanto na Europa. De fato, nos Estados Unidos existem 125 ordens de padres e monges e 414 ordens de freiras, num total de 539 ordens católicas religiosas, operando em todos os Estados. Ao contrário dos seus confrades europeus, elas estão muito preocupadas com as finanças. Alguns exemplos dos haveres de algumas ordens femininas poderiam comprovar a exatidão desta declaração. Os haveres das Grey Nuns Charity são de US$3,5 milhões. Os haveres das Irmãs do Coração Imaculado, da Califórnia, chegam a US$7,5 milhões. Das Irmãs de São José, em Newark, chegam a U$17.899.384. Os das Irmãzinhas dos Pobres chegam a US$25 milhões; os das Irmãs da Misericórdia chegam a U$39.754.132. Das Irmãs de Caridade chegam a U$66.533.833. Das Irmãs de Caridade da Providência chegam a U$90.000.187. Das Irmãs da Mãe Dolorosa chegam a U$93.636.516. Das Irmãs da Santa Cruz chegam a U$110.892.759 (1983).

Martin Larson e Stanley Lowell, em seu livro Praise the Lord for Tax Exemption (Graças a Deus pela Isenção de Impostos), dão uma lista de 23 ordens femininas e seus haveres. O total destes atinge a soma astronômica de U$705.968.300, uma média de U$30.695.513 para cada ordem. Estes autores concluem: “extrapolando essas bases, os haveres das 414 ordens femininas dariam um total geral de 12,7 bilhões de dólares”. Uma destas, a Ordem das Irmãzinhas dos Pobres, controlando 3 províncias dos Estados Unidos e um hospital em quase cada diocese, tem uma riqueza totalizando pelo menos US$1 bilhão (1983).

A seguir vêm as ordens religiosas masculinas. Numa base de US$90 milhões em média os mesmos escritores computaram que as 125 ordens masculinas apresentariam uma riqueza total de US$23 bilhões. Contudo, este autor acredita ter sido essa computação grosseiramente minimizada, pois muitos haveres, que estão à margem da propriedade legalizada, não foram levados em conta.

Mencionamos os haveres das ordens religiosas simplesmente por serem elas consideradas as mais “pobres”. Contudo, sua “pobreza” chega a 24 bilhões de dólares (1983). Quais seriam os haveres totais da Igreja Católica, se alguém pudesse escrutinar suas propriedades, seus investimentos, suas ações industriais e semelhantes? Pode-se dar uma idéia: se mencionarmos apenas os valores das igrejas católicas e reitorias. Antes de 1936 o seu valor era de U$ 891.435.725. Quarenta anos mais tarde este já havia se multiplicado além de toda a compreensão. Como em 1968 a riqueza da Igreja Católica limitava-se apenas à função religiosa deve-se declarar que atualmente ela excede a US$54 bilhões.

Esta é apenas a ponta do iceberg financeiro desta Igreja, visível acima da água, visto como suas operações comerciais nos Estados Unidos são tão vastas e tão bem camufladas do público que é quase impossível trazê-las à luz. Recentemente, por exemplo, um projeto de residências de luxo em Washington D.C. avaliado em US$75 milhões foi anunciado pela Societa General Immobiliare, de Roma, a qual já vimos que é uma subsidiária do Vaticano. Contudo nenhum só jornal mencionou este pormenor (12).

Se a estes haveres forem anexadas as propriedades de milhares de paróquias católicas existentes nos Estados Unidos chegaremos a um resultado verdadeiramente assustador, embora as somas jamais tenham sido reveladas. Contudo, uma idéia claramente exata pode ser alcançada através de consultas feitas às declarações do Imposto de Renda. Mesmo assim, tais declarações jamais deveriam ser tomadas em seu valor apresentado, visto como a avaliação de tais propriedades geralmente apresenta um valor muito inferior ao valor real de mercado.

Um caso típico deveria ser suficiente para prová-lo. Em Buffalo, Nova Iorque, os assessores do Imposto taxaram a Igreja Católica Romana em impostos sobre escolas, colégios, terras e construções hospitalares no valor de US$51 milhões. Mas os próprios algarismos da hierarquia mostraram um valor total de seus haveres ali, principalmente em imóveis e construções, no valor de US$231 milhões.

O Departamento de Pesquisa dos Americanos Unidos, em estudo feito no Estado da Columbia, sobre os números oficiais de impostos, descobriu que embora a Igreja Católica Romana afirme ter apenas 19% da população da Capital da nação, ela na realidade possui 38% do valor em dólares de todas as isenções religiosas de propriedades e 50% da área física de terreno isenta desse modo. As escolas primárias e médias do Distrito de Columbia cobrem uma área de 68,1 acres com valor calculado de US$6.430.000. Os colégios e universidades cobrem 265,5 acres com valor calculado de U$24.557.000. O número total de acres nestas categorias (333,6) mostra interessante comparação com os 108,7 acres do Estado do Vaticano (1983)

O valor total computado das propriedades da Igreja Católica, isentas de imposto no Distrito de Columbia foi de U$ 7.557.000 nas categorias acima. Isso não inclui propriedades de investimentos em mãos das agências da Igreja e do próprio Vaticano. Então, adicione-se à lista a isenção de impostos do “governo estrangeiro” do Distrito, que inclui o quartel general em Washington, do Delegado Apostólico do papa, com um suntuoso estabelecimento na Av. Massachussets cobrindo 2 acres portando uma etiqueta de US$550 mil. Outra revelação interessante foi o fato de que, em Washington D.C, a Igreja Católica Romana investe o mínimo do seu dinheiro – apenas 18% - em programas de caridade em relação a outras categorias.

O Church and State, de maio de 1961, calculou, baseado na diocese de Bufallo, que a isenção total gozada diretamente pela Igreja Católica Romana nos Estados Unidos é de US$11 bilhões anuais. Este cálculo é baseado em simples aritmética. Os haveres da Igreja, somente nesta diocese, chegam a US$236 milhões. O imposto bruto é de US$24.500.000. Comparando-se a membresia de Bufallo, na base de 860 mil, com a alegada membresia americana de 40 milhões, chega-se a uma riqueza nacional de US$11 bilhões de dólares. Este é apenas um cálculo por baixo (1983).

Os confiáveis pesquisadores, Larson e Lowell, conseguiram apenas uma estimativa conservadora da Igreja Católica dos Estados Unidos. Em cuidadoso cálculo dos haveres da Igreja haveres eles chegaram a um total geral de proporções alarmantes. Entre esses, eles resumiram as contribuições voluntárias anuais no valor de US$5 milhões; imposto sobre negócios ativos, US1,2 bilhão; dinheiro, títulos e imóveis, US$13 bilhões; propriedade comercial, US$12 bilhões; imóveis usados pelos religiosos, U$ 54.277.600.000. Com diversos outros haveres por eles mencionados o total geral alcança a soma de U$80.177.600.000 (13).

Este escritor, contudo, calcula que eles subestimaram o valor total, visto como uma vasta soma de atividades financeiras, comerciais e religiosas não podem ser calculadas dentro do padrão convencional, em razão da intangibilidade, e, portanto, da impossibilidade de comprovação. Essa aludida riqueza, portanto concreta, deveria ser levada em conta e certamente não seria subestimada em seu valor real se a ela juntássemos mais US$20 bilhões, chegando a um total de US$100 bilhões (1983).

Mencionamos dois ou três casos, a fim de provar a validade da existência real desses bilhões invisíveis. A Igreja Católica, por exemplo, sempre solicita testamentos. As organizações católicas têm o hábito de contatar os advogados para reclamar pelo menos 10% do valor desses testamentos. A colheita jamais é revelada, mas é computada como atingindo centenas de milhões de dólares, anualmente.

Embora o bingo seja legalizado em apenas 11 Estados, a Igreja Católica tira proveito deste em todos os 50 Estados do país. Larson e Lowell computaram que, visto como muitas paróquias arrecadam US$50 mil anuais em bingo “se esta fosse a média, o total chegaria a um bilhão de dólares”. Esse é o seu cálculo fatual, depois de escrutinar os lucros líquidos das paróquias católicas. Outro haver invisível é a isenção de impostos. Os dois investigadores computaram que as variadas propriedades usadas para fins religiosos, todas elas isentas de impostos, podem exceder os US$60 bilhões (14). Porém o fato mais espantoso de toda essa riqueza é que a Igreja recebe riqueza adicional como um “dom gratuito” do próprio governo americano, isto é, além dos US$125 milhões dos fundos de impostos públicos que vão para os hospitais da Igreja, ela recebeu a parte do leão, no valor de US$112 milhões.

A anomalia da situação torna-se mais absurda, como já mencionamos, pelo fato de que a Igreja Católica, conquanto recebendo tantos milhões dos impostos pagos pelos cidadãos comuns dos Estados Unidos, não paga ela própria imposto algum sobre as suas propriedades e ganhos.

Estes últimos ultrapassaram os US$12 a US$13 bilhões (12.785.000.000 em 1970). De fato, além de um total geral de todas as denominações religiosas dos Estados Unidos, incluindo a dos Judeus (141.813.400.000), mais de 50% é propriedade de uma só Igreja: a Católica (a riqueza da Igreja Judaica é de U$7.547.800.000; a das protestantes é U$54.088.000.000, enquanto a da Igreja Católica é U$80.177.600.000) (15). Imposto algum jamais foi coletado e nenhuma conta foi exigida a respeito dessa imensa riqueza.

Como já dissemos, todas as organizações religiosas são isentas de impostos federais, estaduais e municipais. Elas não pagam imposto imobiliário, imposto sobre heranças, imposto sobre vendas, imposto comercial, imposto sobre doações, imposto sobre empregados, imposto sobre seguro social. Nenhum dos ganhos, até mesmo os comerciais possuídos e operados pela várias ordens religiosas de monges e freiras, ou pelas várias dioceses e arquidioceses em todos os Estados Unidos, ou mesmo companhias intermediárias afiliadas, paga os 52% do imposto corporativo que todo negócio é obrigado a pagar pelo desvio do título recebido como Igreja ou convenção de Igrejas, ou associação eclesiástica. Além disso, elas são isentas de fazer qualquer registro, de revelar seus haveres disponíveis, seus ganhos, ou qualquer outra transação financeira, não importa qual seja o tipo de atividade.

Elas são isentas de impostos em dividendos de interesses, de bens imóveis, de royalties, de lucros rentáveis e de capital (16). Em junho de 1965, a Igreja Católica havia acumulado um mínimo de U$80 bilhões, somente em imóveis, do total de US$325 bilhões dos imóveis concedidos como propriedade real em todos os Estados Unidos. Isso eqüivale a 25% de toda a terra possuída particularmente. Destas, 56% são apropriados em trust pelo Vaticano (17). Em 1972, os registros combinados das cinco maiores corporações industriais dos Estados Unidos totalizaram cerca de US$46,9 bilhões. Enquanto os da Igreja Católica atingiram de US$80 a US$100 bilhões.

Em virtude disso, a Igreja Católica é, portanto, a mais poderosa corporação dos Estados Unidos, um colosso diante do qual até mesmo as organizações mais poderosas desse país mergulham na insignificância. E assim, dentro de apenas 40 anos (1983), ela conseguiu transformar-se na mais rica teocracia gigante do hemisfério ocidental e, quiçá, do mundo inteiro.




Extraído do livro “The Vatican Billions”, de Avro Manhattan

Capítulo 24 - The Wealthiest Giant Theocracy of the Americas

2012 O FIM DO MUNDO?

“E já está próximo o fim de todas as coisas; portanto sede sóbrios e vigiai em oração”. 1Pedro 4.7




“2012”! Muito tem-se falado desse ano e muitos prognósticos foram e estão sendo feitos a respeito dessa data como sendo um ano de desastres globais, acontecimentos místicos e apocalípticos.

Tudo isso por conta da indústria cinematográfica, os canais de comunicação, a TV e principalmente a Internet. No YouTube, por exemplo, é possível ver dezenas e centenas de vídeos dessa categoria falando sobre o fim dos tempos, vídeos como “A Chegada” e os “Iluminatis”. Essa avalanche de informação audiovisual contém nela um misto de ficção científica, informações secretas e ocultas extraídas não se sabe de onde e também profecias de textos bíblicos. Com certeza isso tem mexido com a Igreja, pois essa também está totalmente atualizada dentro dos padrões tecnológicos de hoje, logo tudo isso está levando os cristãos a ficarem focados nesse tipo de informação.

Estamos vendo uma geração que acompanha cada passo da mídia, a cada dia novos vídeos são publicados tratando desses assuntos, tendo milhões de adeptos e seguidores no mundo todo. São milhares de informações ao mesmo tempo a esse respeito, que estão deixando a grande maioria confusa, levando invariavelmente a fazermos associações sobre esses assuntos com os textos bíblicos, o Evangelho e o final dos tempos.

Entretanto, o que há de verdade em tudo isso? O que vai acontecer no ano de 2012?

O que eu posso lhe dizer é que a vida do cristão tem que ser pautada somente nas Escrituras, e elas realmente nos dão sinais de eras vindouras e do final de todas as coisas, mas não dizem nada a respeito de 2012.

O que eu vejo em toda essa parafernália audiovisual, falando de “Iluminatis”, “Nova Era” e etc., não é nada mais que especulações, hipóteses e até estórias recheadas de ficção, que não contribuem muito para edificação da Igreja.

Veja só: a Palavra diz que o mundo “jaz no maligno” (1Jo 5.19), ou seja, quem controla todo esse sistema mundano é Satanás. Ele é quem está por trás da maioria desses temas, até mesmo as informações que são “vazadas” dos planos que tais organizações ou governos tenham e que nós temos acesso são controladas pelo diabo e o seu sistema.

Ou seja, esses vídeos que temos acesso e essas “informações secretas” que vêm à tona – que parecem desvendar seus planos e permitir que todos saibam que o que Diabo, e a “Nova Ordem Mundial” estão fazendo – tratam-se de dados manipulados e forjados.

Pense: que propósito Satanás teria em revelar seus planos e permitir que todos tenham conhecimento para que eles sejam frustrados? Absolutamente nenhum! Na verdade até as “informações verdadeiras” não passam de enganos, armadilhas, algo conhecido como “cortina de fumaça”, para que as pessoas se iludam e gastem suas forças contra algo inútil!

Portanto, querido(a), meu desejo é que você abra seus olhos, porque eu sei que milhares de cristãos estão viciados, hipnotizados e mesmo presos a essas informações, ditando suas vidas segundo elas. Isso está fazendo com que os cristãos fiquem estagnados na sua fé, na sua vida espiritual, no seu relacionamento devocional com Deus, criando cristãos que são controlados e manipulados pela mídia e pela era digital.

O que eu tenho a dizer a você acerca de 2012?

Na verdade é mais um ano como os outros que já houveram antes, apenas mais avançado. Tudo que for ocorrer está na soberania de Deus.

Sim, Jesus está próximo de voltar. Sim, as profecias estão se cumprindo, mas o nosso termômetro, base e razão de fé são as Escrituras, e o que nós devemos fazer é nos consagrar, nos doar a Ele – o capitão da nossa salvação – procurando amá-Lo de todo o nosso coração, conhecendo e obedecendo fielmente os Seus mandamentos.

Deixemos essas especulações e essas ficções de lado e voltemos à fé simples baseada somente nas Escrituras. É possível que você tenha muita informação bíblica, acadêmica e cultural; talvez saiba muito dos planos da “Nova Ordem Mundial”, de Satanás e dos “Iluminatis”, mas o quanto você sabe da pessoa de Jesus Cristo? O quanto você conhece e tem se dedicado às Escrituras? O quanto você tem praticado o que conhece? Tem exercitado a piedade, o amor ao próximo e o amor a Deus? Quanto tem crescido em santificação? Quantas horas tem passado de joelhos diante de Deus, por dia, acompanhadas de jejuns?

Isso é o que realmente importa! Conhecê-Lo e ser conhecido Dele. É isso que eu espero para você em 2012. É isso que eu quero que você projete e busque em 2012: crescer à estatura de Cristo, se conformar à Sua imagem, amá-Lo sobre todas as coisas. Desejo que seja despertado em você um amor pelos perdidos, uma paixão pelos pecadores, que o espírito evangelístico venha até você e o leve a pregar o Evangelho como nunca nesse próximo ano. Que ganhe almas e que se regozije ao vê-las salvas e sendo edificadas na verdade. E, que muitas dessas almas, quando o fim chegar, se encontrem salvas através do trabalho de suas mãos.

Que você também seja um bom pai, uma boa mãe, um bom filho e filha, um bom marido e esposa, segundo os princípios bíblicos e os padrões doutrinários que Cristo deixou na sua Palavra para uma família saudável, bíblica e para que nós tenhamos uma Igreja forte, consistente, ataviada para o seu Noivo.

Abandone um pouco desses meios eletrônicos, essa parafernália da mídia – sei que é útil, sei que Deus usa – mas talvez você está precisando ficar a sós com Deus, se isolar, ouvir o silêncio um pouco, deixar a TV, o computador, as mensagens picadas na Internet, e ter uma experiencial individual, particular com Deus!

Se você fizer assim, não importa o quanto dessa avalanche audiovisual propagada pelos meios de comunicação – e que traz mais confusão do que edificação – é verdade ou não, se isso será como eles dizem ou não, se está próximo ou não, você estará preparado, confiando e obedecendo as Escrituras, sendo um servo fiel de Cristo. Assim, creio sinceramente que você será poupado de todas essas tragédias, que fazem tanto mal para sua alma.

Que Deus te abençoe e que você tenha um feliz 2012 firmado em Jesus.

Paulo Junior.

Defesa do Evangelho.
http://defesadoevangelho.com.br/

Mensagem de Jorge Linhares - Espírito de Miséria

Mensagem de Jorge Linhares - Espírito de Miséria from Shalom TV on Vimeo.

ALERTA URGENTE !!!!!!!!


“Ninguém de maneira alguma vos engane; porque não será assim sem que antes venha a apostasia, e se manifeste o homem do pecado, o filho da perdição.” (2Tessalonicenses 2.3)

Recentemente os jornais de todo o mundo publicaram uma declaração do Vaticano, vinda do cardeal Peter Turkson, que propôs a criação de um único governo e sistema monetário mundial. O documento de Roma explica que a única solução para a crise financeira e politica mundial seria a criação de tal sistema, pois só assim o mundo escaparia do colapso econômico que está para ocorrer.

Essa surpreendente declaração – vinda do maior poder religioso do mundo – traz a nós um alerta: estaríamos exatamente no tempo do fim? Tais declarações nos fazem lembrar exatamente das profecias bíblicas a respeito da segunda vinda de Jesus, quando ocorrerá o arrebatamento, a grande tribulação, o Armagedom, o milênio, o trono do julgamento e os novos céus e nova terra.

A Bíblia diz que a segunda vinda de Cristo seria precedida por um governo mundial, regido por uma só moeda e um só governante. Tanto o livro de Daniel quanto o livro de Apocalipse falam a respeito dessa forma de governo, que culminam com o aparecimento da figura do anticristo: que será o governante dessa nova ordem global. Não é assustador notar que o Vaticano, assim como as demais entidades políticas e religiosas estão chegando à conclusão de que a solução para os problemas mundiais – que sucessivamente estão aumentando – só poderão ser resolvidos com a ascensão de tal governo?

Isso deve levar todos nós a crer que estamos no tempo do fim. O próprio Jesus disse: “Igualmente, quando virdes todas estas coisas, sabei que ele está próximo, às portas” (Mt 24.23).

Vejam só: eu entendo que durante várias décadas e anos muitos falaram a respeito do fim e eu não quero ter nenhuma pretensão de dizer datas ou dias a respeito do arrebatamento ou da volta de Jesus. Sinais sempre ocorreram ao longo das eras, mas a medida que o fim se aproxima esses sinais vem se intensificando mais e mais. Hoje, somos a única geração de todas as anteriores que tem condições tecnológicas, científicas e sociais para cumprir tal profecia.

Creio então que está tudo caminhando exatamente para o tempo do fim. Não podemos achar insignificante tal informação vinda de um órgão tão importante como o Pontifício Conselho Justiça e Paz do Vaticano e ignorá-la. Não deveríamos ver isso como um sinal? Não deveríamos nos alertar? Não deveríamos temer e tremer diante daquilo que ouvimos durante décadas e anos e agora os nossos próprios olhos estão contemplando?

Outra coisa que antecederia ou ocorreria quase simultaneamente junto com a manifestação do anticristo é o que o texto de 2Tessalonicenses fala: viria a apostasia, o abandono da fé verdadeira, o abandono das verdades bíblicas, o esfriamento, o desvio total da sã doutrina de Cristo.

Estaria essa profecia se cumprindo nos dias de hoje? Será que estamos cegos ao que está ocorrendo no meio cristão? Entre os evangélicos? Veja o que se tornou a cristandade atual: está ocorrendo uma total descaracterização do cristianismo bíblico e verdadeiro.

A igreja está andando junto com o parlamento, está havendo uma secularização dos ministérios, principalmente o de louvor. Todos os tipos e formas de pecados têm sido tolerados em inúmeras denominações – inclusive na liderança: paganismo romano fazendo parte da ordem do culto, ciências sociais, a cultura secular, com seu humanismo e psicologia estão ditando e sendo base de quase todo o alicerce cristão!

Tal apostasia na Igreja está em operação desde muitos anos atrás, sutilmente adentrando no Cristianismo sem que muitos percebessem. Vejam meus queridos irmãos: não é o fogo santo que está queimando no altar, isso é fogo estranho, essa forma de adoração, a liturgia dos cultos, a maneira como o cristão de hoje se veste e fala, os lugares que frequenta, a maneira que ele usa o dinheiro, os seus relacionamentos amorosos, seus círculos de amizade, está totalmente contaminado pela contextualização doutrinária e pelo mundanismo!

Como se não bastasse essa verdadeira prostituição espiritual no meio cristão, a era do anticristo seria marcada pelo ecumenismo e a igreja evangélica tem entrado nisso, tem dividido os púlpitos, os palcos, o Congresso Nacional e os meios de comunicação com idólatras, hereges e ateus. Tudo defendendo o interesse político e o partidarismo religioso, quer sinal maior que esse da apostasia? Deixemos de ser cegos, indiferentes, insensíveis e conformados com a atual realidade da Igreja. É hora de despertar do sono (Rm 13.11) e ver que o juízo de Deus é iminente sobre essa terra e sobre os falsos cristãos.

O que devemos fazer em meio a tudo isso, diante de tais informações e profecias bíblicas sendo cumpridas descaradamente? O Senhor Jesus nos dá a direção, pois Ele disse: “Vigiai porque não sabeis que hora virá o vosso Senhor” (Mt 24.42). Ele nos exorta a estar alerta. São dias de cuidarmos e darmos prioridade as coisas de Deus, coisas santas, espirituais, celestes, como está escrito em Colossenses 3.12-16.

Sempre foi e continuando sendo o tempo de buscar em primeiro lugar o reino de Deus, chegou a hora de deixar as vaidades de lado, os caprichos humanos e mundanos, sonhos infantis e abstratos que não dão nenhuma glória a Deus e não acrescentam nada ao reino, está na hora de se converter de verdade, amadurecer na fé, sermos crentes espirituais… temos que voltar para a rocha que é Cristo Jesus! Que as nossas vidas espirituais – nosso Cristianismo – seja baseado e fundamentado apenas na solidez das Escrituras, na sua autenticidade, veracidade e suficiência.

O que Oséias 4.6 está anunciando? “O meu povo foi destruído porque lhe faltou o conhecimento”! Todo esse cenário de destruição e de declínio espiritual está ocorrendo devido à ignorância e desprezo por parte da Igreja das verdades da Escritura!

Essa é uma mensagem de alerta. Deus ainda está tendo misericórdia de muitos que estão brincando com a fé, que estão abusando da graça e da misericórdia, que estão profanando o santuário de Deus, que é seu corpo – vivendo em deleites, orgias e mentiras. Ele continua poupando aqueles que ainda estão fechando negócios sujos em nome da fé, forjando planos sórdidos para construir seus impérios pessoais em nome de Cristo, pois Ele é benigno, compassivo e misericordioso!

Veja o exemplo de Noé: tudo isso estava acontecendo nos tempos de Noé, toda essa depravação. Deus então os avisa, lhes dá um tempo para mudarem – cento e vinte anos, eu disse cento e vinte anos de misericórdia – dizendo que caso contrário o juízo viria. Mas, infelizmente, o juízo foi inevitável para a geração de Noé. Estamos vivendo esses cento e vinte anos. Apesar de todo esse estado espiritual degradado da terra Deus ainda tem esperado pelo arrependimento dos homens, tem sido longânimo, compassivo e tem demonstrado sua abundante graça!

Por favor – eu te suplico – não despreze isso! Converta-se, arrependa-se, abra mão de tudo e de todos que te desviam da fé e que te fazem pecar. Ele disse: “Ainda que os vossos pecados sejam como a escarlata, eles se tornarão brancos como a neve; ainda que sejam vermelhos como o carmesim, se tornarão como a branca lã” (Is 1.18) e acrescenta: “O que vem a mim de maneira nenhuma o lançarei fora” (Jo 6.37).

Esse é o meu Deus, esse é o seu Deus, o nosso Deus, um Deus de misericórdia e de amor. Apresse-se. O fim está próximo, os sinais estão aí em todos os lugares, arrependa-se pelo seu pecado, converta-se, e que pelo Espírito Santo você venha de fato nascer de novo, para que você seja salvo e no dia do arrebatamento você suba com Ele.

Agora, se isso não acontecer, você conhecerá a ira de Deus e os seus juízos sendo despejados na terra e o inevitável ocorrerá: você será condenado. Amém.

Paulo Junior

Pr. Malafaia responde ao movimento gay, que quer tirar seu programa de tv do ar

O movimento gay manipulou informação e se manifestou mais uma vez contra o pastor Silas Malafaia, tentando tirar o programa Vitória em Cristo do ar. O presidente da Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais (ABGLT), Toni Reis, encaminhou em 24 de outubro deste ano uma carta à Procuradora Federal dos Direitos do Cidadão, Gilda Pereira de Carvalho, acusando o pastor de incitar violência contra os homossexuais. O ofício também foi enviado ao Ministro de Comunicação, Paulo Bernardo. Após tomar conhecimento do fato, Malafaia gravou um vídeo resposta, que pode ser assistido a seguir.







O argumento utilizado pelo ABGLT foi um vídeo divulgado recentemente na internet que manipula as declarações do pastor Malafaia no programa Vitória em Cristo exibido no último 2 de julho. Na ocasião, o apresentador criticou a atitude dos organizadores da Parada Gay em São Paulo, que ridicularizaram os católicos, e pediu para a Igreja Católica não se calar diante da baixaria. Mas suas palavras foram editadas e colocadas fora de contexto.
Assista ao vídeo ORIGINAL na íntegra – programa exibido dia 2 de julho de 2011 :





Este é o vídeo MANIPULADO pelo movimento gay, dizendo, enganosamente, que o programa foi exibido na semana passada:







Diante dessas calúnias, o pastor Silas Malafaia pede para você não ficar calado. Envie e-mail para a Procuradora Federal dos Direitos do Cidadão (pfdc@pgr.mpf.gov.br) e para o Ministro da Comunicação (gabinete@mc.gov.br). Informe que o movimento gay manipulou um vídeo para tentar incriminar o pastor Silas Malafaia e que devem assistir ao vídeo original no site www.verdadegospel.com. O próprio pastor já encaminhou uma carta para as duas autoridades.

ESSE É O SEGREDO


"Eu, porém, SENHOR, tenho clamado a ti, e de madrugada te esperará a minha oração."(Salmo 88.13)

Definitivamente “oração” é o tema que eu mais vezes escrevi e preguei. Eu a vejo como um dos principais fatores que operam crescimento, santidade, poder e profunda participação no reino de Deus, enquanto a falta da mesma opera exatamente o contrário: carnalidade, debilidade, oscilação espiritual, derrotas e infortúnios! Se um cristão está vivenciando desastres, vive aos “trancos e barrancos”, pode ter certeza que este não é uma pessoa de oração. Por isso entendo que a Igreja deve ser sempre advertida e conduzida à vida plena de oração.

Se soubéssemos a magnitude do que significa a oração, e o que ela compreende, o que ela representa em nossas mãos, o que podemos alcançar simplesmente orando! Deus nos deu o poder de “ligar e desligar” no céu mediante a oração. O poder de operar milagres, o poder de comunicar-se com Ele próprio – Deus. Através da oração podemos atravessar fronteiras, quebrar limites, alcançar o inalcançável, atingir o inatingível, operar até o impossível. É, o impossível!

Você não acredita mais não é?! Que muito vale a súplica de um justo por sua eficácia (Tg 5.16) e que o impossível se torna possível?! Contudo, é isso que a oração faz! Quando se ora, montanhas são removidas, sentenças são mudadas, corações transformam-se, almas são salvas, até a ordem do universo pode ser alterada – Josué o fez (Js 10.12-14)! Você precisa não somente orar mais, mas acreditar no poder da oração, quando feita de acordo com a vontade de Deus, ela simplesmente não tem limites! Não há barreiras, simplesmente não se encontra obstáculo algum que a oração não possa transpor. Qual força, qual império, qual crise, qual homem, qual coração, qual principado pode resistir o poder de um cristão que ora?

Posso usar a minha própria vida como exemplo: tudo que construí, tudo que possuo hoje, seja física, espiritual, ministerialmente ou no meu próprio caráter, (permitidos e concedidos pela graça e misericórdia de Deus), foi através de anos e anos, suplicando, gemendo, clamando, jejuando. Enfim, foi através da oração: foram incontáveis dias, meses e anos orando horas à fio.

Todas as almas que o Senhor me permitiu ganhar foram frutos não só do evangelismo, mas também de incansáveis horas de oração. Não conheço uma só que veio sem ser resposta de ardente oração. Quantas vezes em bosques e vales, de dia, de noite, de madrugada, clamando a Deus “me dê almas para Jesus”!

Quantos atletas foram salvos por meio de respostas dessas orações! Lembro-me quando me dirigia até o ginásio onde esses atletas treinavam, e na hora do treino eu entrava nos banheiros do ginásio e me ajoelhava ali mesmo clamando por suas vidas. Enquanto eles treinavam, mal sabiam que havia alguém rogando ao Salvador por suas almas. Hoje esses atletas estão salvos e compõe parte do ministério de nossa igreja, sendo homens de expressão. Todos esses frutos de incessantes orações!

Em outra ocasião, quando me encontrava em uma fase financeira terrível, fui até um bosque com todas as minhas dívidas (que representavam uma fortuna para mim na época) com a finalidade de orar. Lembro-me da cena: coloquei todos os papéis que representavam as dívidas no chão e me ajoelhei, dizendo: “SENHOR, sabes que eu devo e que não tenho como pagar essas dívidas, e não é por desonestidade que não as paguei, é porque não tenho a menor condição, meu trabalho está fracassado, não tenho quem possa me ajudar nesse momento, peço que me dês condições para pagar todas essas dívidas, para honrar o Seu nome”. Fiz isso com toda sinceridade e honestidade de coração, jamais insinuando que o Senhor aprova desonestidades.

Uma semana depois dessa oração, Deus preparou a quantia exata para que eu quitasse toda minha divida! Como fiquei feliz não só pelo alívio de findar a dívida, mas por ver a fidelidade de um Deus que atende nossas orações.

Vi Deus todos esses anos remover enfermidades do meu corpo em resposta às minhas orações, Vi Deus mudando o cenário da minha família inteira, mudando corações, opiniões, Vi Ele aniquilar a tirania de homens ímpios perversos e de outros que se diziam “pastores”. Quantas sentenças terríveis e contrárias a mim não foram extraordinariamente impedidas de ocorrer depois de madrugadas inteiras em oração, situações extremamente delicadas, embaraçosas e ameaçadoras foram revertidas, simplesmente mudaram! Tudo isso em reposta às orações. Até hoje recebo respostas de muitas orações que fiz há algum tempo atrás, vejo a fidelidade de Deus: quando a semeadura (oração) ocorre com abundancia, a colheita é inevitável!

Não sei fazer outra coisa quando me deparo com causas adversas e insolúveis. Aprendi a jamais confiar na força do meu braço, ou presumir que posso acrescentar um côvado à minha estatura. Sou constantemente levado a dobrar os joelhos e conduzir a causa até o SALVADOR da minha alma .

Motivado não só pelas Escrituras mas também pelos grandes testemunhos de oração de homens dos últimos séculos, sempre me esforcei mediante o doce auxílio do Espírito Santo a me gastar horas em oração, pedindo também pelo poder do alto, a unção que capacita a pregar o Evangelho, a sabedoria para conduzi-lo, amor, autoridade, sensibilidade espiritual, crescimento e mais crescimento na graça de Deus.

Certa vez intentei passar os últimos cinco dias do ano em jejum total e me retirando para um bosque para ficar a sós com Deus e passar o réveillon daquele ano na Sua presença. Foram cinco dias sem falar com ninguém, sem ver ninguém, pedindo desesperadamente pelo poder do alto, para conhecer mais e mais o Senhor, para ser o máximo que pudesse sensível ao Seu Espírito… lembro-me dos fogos de artifício estourando, e eu de joelhos na presença de Deus, dizendo: “Sei que pode não parecer algo grande Pai querido, mas quero oferecer esse novo ano a Ti, e os cinco últimos dias dele que votei, paguei ao Senhor, que o Senhor receba essa consagração”.

Às vezes as orações chegam a um ponto tão intenso que transpiro copiosamente. Em minha antiga casa, quando solteiro, o chão do meu quarto ficara marcado pelo suor que escorria dos meus joelhos, o ácido do suor fizera no chão duas marcas, fruto de incontáveis dias e horas em oração. Haviam dias que o suor era tanto – devido à intensidade da oração – que escorria por boa parte do quarto, orando até o amanhecer, com toda minha alma, com todo o meu ser, chegando ao ponto de ter orado num só dia doze horas e dessas doze horas, oito horas foram ininterruptas.

Quantas experiências maravilhosas com a doce presença de Deus, não só orando, pedindo, intercedendo, mas desfrutando da comunhão com o Pai, extraindo Dele não só bênçãos, mas Seu amor, Sua natureza, Seus segredos, compartilhando Sua vontade, horas e horas gozando do Seu Santo Espírito. Creio ser esse o maior e melhor momento da oração: a simples comunhão com CRISTO! Não há nada mais sublime, mais terno e gratificante do que ser renovado por Ele mediante a oração, apesar de muita gente não entender essa parte e o seu real significado.

Esses e outros tantos incontáveis dias me deram inúmeras bênçãos, me conferiram milagres, respostas, formaram e ainda estão formando o homem que hoje sou, tudo isso porque Deus por Sua graça operou, em reposta às minhas orações.

Quero desafiar você a começar agora a ter uma vida poderosa de oração. E dizer que tudo – tudo – pode ser mudado através daquele que crê, mediante a oração. Persevere, insista dia e noite, seja incansável, vamos! Peça ajuda ao Espírito Santo, não durma, não coma, brade, chore, clame, até que a resposta venha, contemple espetáculos cósmicos ocorrendo enquanto você ora! Contemple as maravilhas de Deus que tanto tempo você leu, ouviu pregar, viu alguém testemunhar, mas que nunca, nunca ocorreram na sua vida!

O véu está rasgado, o acesso até o Rei do universo está liberado, basta você ir até lá em oração. Não confiando nos seus méritos ou justiça, mas sim nos méritos e no poder de CRISTO.

Acredite, você poderá nunca mais ser o mesmo, esse é o segredo!

O Jardim do Inimigo Teatro Jeova Nissi

No Jardim do INIMIGO from ADFaxinal on Vimeo.

Pastor Silmar Coelho - Poder para reagir

Mensagem de - Silmar Coelho - Poder para reagir from Shalom TV on Vimeo.

Pr. Silmar Coelho - Liberto das feridas do passado

Mensagem do Pr. Silmar Coelho - Liberto das feridas do passado from Shalom TV on Vimeo.

A Senha Jeova Nissi Teatro

Ok_Peça de teatro - A Senha from Shalom TV on Vimeo.

Pr Mário Sérgio - A Televisao distrai ou destroi ?

Mensagem do Pr Mário Sérgio - A Televisao distrai ou destroi ? from Shalom TV on Vimeo.


Mário Sérgio é pastor missionário e tem realizado palestras em diversas partes do Brasil. Há uma década estuda o movimento da Nova Era e sua atuação através da mídia sobretudo na televisão. Através de suas palestras tem falado às pessoas sobre suas pesquisas alertando ao povo de Deus sobre o grande perigo que representa o mau uso da televisão.

Pastor Jorge Linhares - Porque muitos projetos podem fracassar

Mensagem de Jorge Linhares - Porque muitos projetos podem fracassar from Shalom TV on Vimeo.

Pr . Jabes Alenquer- Matador de Gigantes

Mensagem de Pr . Jabes Alenquer- Matador de Gigantes from Shalom TV on Vimeo.


A história do povo de Deus sempre foi marcada pelos desafios. Enfrentar gigantes é um deles. Na Bíblia, os gigantes aparecem como grandes empecilhos, afrontam, ameaçam e tentam frustrar os planos. Nesta mensagem, Pastor Jabes Alencar fala dos métodos utilizados pelos heróis da fé para vencer os gigantes e como estes mesmos métodos podem ser úteis nos nossos dias. Diante das crises, dificuldades e desafios atuais somente um matador de gigantes tem acesso às bênçãos de Deus.

Pastor Josué Gonçalves - Transformando sua casa em lugar de Cura

Mensagem de Josué Gonçalves - Transformando sua casa em lugar de Cura from Shalom TV on Vimeo.


A família cumpre sua missão quando o ambiente da casa se torna um lugar de cura. Lembre-se, nada acontece por acaso na família, tudo é resultado das decisões e escolhas que as pessoas fazem. Se você deseja que sua casa seja um lugar de cura, alguns princípios tem que ser praticados impreterivelmente. O pastor Josué Gonçalves com muita graça e habilidade mostra quais são os princípios que devem ser praticados para que a sua casa se torne um lugar terapêutico.

11 PERGUNTAS FEITAS PARA O DIABO:


QUEM O CRIOU?
Lúcifer : Fui criado pelo próprio Deus, bem antes da existência do homem. [Ezequiel 28:15]

COMO VOCÊ ERA QUANDO FOI CRIADO?
Lúcifer : Vim à existência já na forma adulta e, como Adão, não tive infância. Eu era um símbolo de perfeição, cheio de sabedoria e formosura e minhas vestes foram preparadas com pedras preciosas. [Ezequiel 28:12,13]

ONDE VOCÊ MORAVA?
Lúcifer : No Jardim do Éden e caminhava no brilho das pedras preciosas do monte Santo de Deus. [Ezequiel 28:13]

QUAL ERA SUA FUNÇÃO NO REINO DE DEUS?
Lúcifer : Como querubim da guarda, ungido e estabelecido por Deus, minha função era guardar a Glória de Deus e conduzir os louvores dos anjos. Um terço deles estava sob o meu comando. [Ezequiel 28:14; Apocalipse 12:4]

ALGUMA COISA FALTAVA A VOCÊ?
Lúcifer : (reflexivo, diminuiu o tom de voz) Não, nada. [Ezequiel 28:13]

O QUE ACONTECEU QUE O AFASTOU DA FUNÇÃO DE MAIOR HONRA QUE UM SER VIVO PODERIA TER?
Lúcifer : Isso não aconteceu de repente. Um dia eu me vi nas pedras (como espelho) e percebi que sobrepujava os outros anjos (talvez não a Miguel ou Gabriel) em beleza, força e inteligência. Comecei então a pensar como seria ser adorado como deus e passei a desejar isto no meu coração. Do desejo passei para o planejamento, estudando como firmar o meu trono acima das estrelas de Deus e ser semelhante a Ele. Num determinado dia tentei realizar meu desejo, mas acabei expulso do Santo Monte de Deus. [Isaías 14:13,14; Ezequiel 28: 15-17]

O QUE DETONOU FINALMENTE A SUA REBELIÃO?
Lúcifer : Quando percebi que Deus estava para criar alguém semelhante a Ele e, por conseqüência, superior a mim, não consegui aceitar o fato. Manifestei então os verdadeiros propósitos do meu coração. [Isaías 14:12-14]

O QUE ACONTECEU COM OS ANJOS QUE ESTAVAM SOB O SEU COMANDO?
Lúcifer : Eles me seguiram e também foram expulsos. Formamos juntos o império das trevas. [Apocalipse 12:3,4]

COMO VOCÊ ENCARA O HOMEM?
Lúcifer : (com raiva) Tenho ódio da raça humana e faço tudo para destruí-la, pois eu a invejo. Eu é que deveria ser semelhante a Deus. [1Pedro 5:8]

QUAIS SÃO SUAS ESTRATÉGIAS PARA DESTRUIR O HOMEM?
Lúcifer : Meu objetivo maior é afastá-los de Deus. Eu estimulo a praticar o mal e confundo suas idéias com um mar de filosofias, pensamentos e religiões cheias de mentiras, misturadas com algumas verdades. Envio meus mensageiros travestidos, para confundir aqueles que querem buscar a Deus. Torno a mentira parecida com a verdade, induzindo o homem ao engano e a ficar longe de Deus, achando que está perto. E tem mais. Faço com que a mensagem de Jesus pareça uma tolice anacrônica, tento estimular o orgulho, a soberba, o egoísmo, a inimizade e o ódio dos homens. Trabalho arduamente com o meu séquito para enfraquecer as igrejas, lançando divisões, desânimo, críticas aos líderes, adultério, mágoas, friezas espirituais, avareza e falta de compromisso (ri às escaras). Tento destruir a vida dos pastores, principalmente com o sexo, ingratidão, falta de tempo para Deus e orgulho. [1Pedro 5:8; Tiago 4:7; Gálatas 5:19-21; 1 corintios 3:3; 2 Pedro 2:1; 2 Timóteo 3:1-8; Apocalipse 12:9]

E SOBRE O FUTURO?
Lúcifer : (com o semblante de ódio) Eu sei que não posso vencer a Deus e me resta pouco tempo para ir ao lago de fogo, minha prisão eterna. Eu e meus anjos trabalharemos com afinco para levarmos o maior número possível de pessoas conosco. [Ezequiel 28:19; Judas 6; Apocalipse 20:10,15]

MEDITE NESSA MENSAGEM. VEJAM QUE FOI ELABORADA COM BASE NOS VERSÍCULOS BÍBLICOS, POR ISSO É UMA ILUSTRAÇÃO DA MAIS PURA VERDADE.

"COMO DIZ O ESPÍRITO SANTO: HOJE, SE OUVIRDES A SUA VOZ, NÃO ENDUREÇAIS OS VOSSOS CORAÇÕES." HEBREUS 3:7,8

"Ninguém tem maior amor do que este: de dar a Sua vida em favor dos Seus amigos." João 15:13