Blog

PERDÃO COMPLETO


O perdão é mais que um mandamento; é uma condição sine qua non. É mais que uma demonstração de virtude; é uma experiência de fé. No exercício do verdadeiro perdão, a graça de um Deus que não leva em conta os pecados confessados se transforma em força para a superação das feridas e o restabelecimento dos vínculos de amor. Somente um cristão de coração sincero pode viver a verdade sobre o perdão em toda a sua plenitude. Perdão que vem de Deus, perdão que é oferecido aos outros.



Jesus ensinou que se não perdoamos aos nossos ofensores, tampouco o Pai Celestial nos perdoa a nós (Mt 6:9-15). Por quê? Porque o perdão é fruto de uma relação entre fé e graça. Quando pedimos perdão a Deus, demonstramos crer na eficácia de seu perdão e na graça que não se baseia em nosso merecimento ou capacidade de não mais errar. Se não perdoamos, demonstramos que não cremos no poder de um perdão liberado, muito menos na nossa dependência da graça de Deus.



Não perdoar alguém é como dizer que o outro não é merecedor da mesma graça com que fui agraciado. Trata-se de uma negação da graça, pois o favor de Deus é recebido como um prêmio, uma recompensa. O sujeito que nega o perdão acredita-se perdoado não porque Deus é cheio de graça, mas porque ele mesmo não é tão mal assim. O outro, porém, é muito pior; caso contrário, não faria tamanha maldade. Sobretudo, com quem se sente tão correto e tão justo. O pecador que nega o perdão não é perdoado, porque não acredita no perdão. Acredita em retribuição.



O perdão, para ser completo, exige a superação da ofensa. Superar não significa esquecer -- o que não é possível, mas deixar a lembrança localizada no passado. Quando o perdão não é autêntico, passado e presente se misturam, provocando sempre os mesmos sentimentos. Deixar o passado para trás consiste em liberar o perdão e assumir o futuro como novidade. Não há nada definido, não pela ofensa. Deus continua Senhor da História, especialmente de minha história pessoal.



Perdoar, mas decidir apagar a pessoa da lembrança ou dos relacionamentos é como não perdoar. O episódio não é redimido, mas marcado para sempre. Vale lembrar, mais uma vez, a oração que Jesus ensinou: “perdoa as nossas dívidas, assim como perdoamos aos nossos devedores” (Mt 6:9-15). Se alguém se vê capaz de pedir perdão a Deus e, ao mesmo tempo, aceitar que nunca mais estenda sua mão para lhe socorrer, poderá, então, admitir perdoar alguém e jamais estender-lhe a mão outra vez. Assim como perdoamos: condição sine qua non.

Marcelo Gomes
www.espacopalavra.com.br

2 comentários:

  1. Romanos 1-2
    1 ¶ Rogo-vos, pois, irmãos, pelas misericórdias de Deus, que apresenteis o vosso corpo por sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional.
    2 E não vos conformeis com este século, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente, para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus
    Não podemos sair do mundo, mas não podemos ser contaminados por ele.
    Hoje no Brasil uma grande ameaça paira sobre nós evangélicos. Leis estão tramitando no Congresso que tentarão nos impedir de dizer que o homossexualismo é pecado, que o aborto é pecado, e este é só o começo.
    Se não tomarmos uma posição firme e decidida agora em breve teremos de adorar ao nosso Deus escondidos como acontece na China, nas nações árabes, em Cuba etc.
    É por isto que temos que levar a mensagem profética de Jesus Cristo a todos e nunca devemos nos calar diante das injustiças praticadas neste mundo.
    Ao ver tanta corrupção, imoralidade, falta de ética e desonestidade por parte de nossos governantes, criei um blog http://brasillivreedemocrata.blogspot.com que é o meu clamor contra este estado de coisas.
    Creio na Bíblia como meu guia de fé e prática, portanto, luto como me é possível por um mundo melhor.
    Peço que me dê sua colaboração dando suas opiniões sobre as matérias lá tratadas, bem como em seus blogs dediquem parte dele para defender nossa liberdade de Culto e Adoração ao Deus único e verdadeiro.
    Oremos para que Deus tenha misericórdia de nosso Brasil e que possamos ganhar mais almas para Cristo.
    http://brasillivreedemocrata.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Prezado irmão

    Graça e Paz

    Muito obrigado por seguir o blog Brsil Liberdade e Democracia. Seus comentário são benvindos.

    Neste momento em que nossos governantes se afastam dos mandamentos de Deus, relegando o povo necessitado em segundo plano para atender a sua ganancia pessoal, precisamos da união de todos em prol de um Brasil para Cristo.

    Em primeiro lugar precisamos de orações a favor de nossos líderes, que Deus lhes toque o coração, e que Deus tenha misericórdia de nossa Pátria. Em segundo lugar precisamos de agir através de nosso exemplo e da prática de nossa cidadania, dando nosso voto consciente em pessoas que sabemos que não estão ligadas a este tipo de atitude corrupta e anti ética.

    quye Deus te abençôe.

    ResponderExcluir